DESTAQUES

Sindsaúde-Ba reforça mobilização contra privatização dos HUs

Engrossando a luta contra a privatização do setor público de saúde, o Sindsaúde-Ba reforçou o compromisso de fortalecer a mobilização contra a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH), durante o II Encontro dos Trabalhadores dos Hospitais Universitários. Através desse modelo de gestão, o Hospital Universitário Professor Edgard Santos – HUPES (Hospital das Clínicas) e a Maternidade Climério de Oliveira, ligados à Ufba, terão a sua administração privatizada. O evento foi promovido pela ASUFBA Sindicato no dia 29 de novembro, no Hotel Marazul.

“A Assufba mostra, mais uma vez, o seu comprometimento com a saúde. O debate é importante para a defesa e o fortalecimento dos Hospitais Universitários, dos seus trabalhadores e da saúde pública. O Sindsaúde-Ba estará mobilizado para qualquer tipo de tentativa de privatização do setor público de saúde”, afirmou a presidente do Sindsaúde-Ba, Inalba Fontenelle, durante a mesa de abertura do evento. .

O diretor do Sindsaúde-Ba e membro do Conselho Estadual de Saúde, Silvio Roberto dos Anjos e Silva, também reforçou a luta do sindicato durante o evento, propondo uma agenda de mobilizações contra o projeto de privatização através da EBSERH. Também foram discutidas estratégias de enfrentamento da tentativa de desvinculação dos HUs, a situação dos trabalhadores no contexto da EBSERH e Saúde do Trabalhador e sua efetivação na Ufba.

 A coordenadora de Comunicação da ASSUFBA Sindicato, Cássia Virgínia Maciel, explica que embora a EBSERH seja uma empresa pública ligada ao Ministério da Educação e Cultura (MEC), ela se organiza no formato de empresa privada. “Ela é de direito privado e, com isso, se configura uma privatização. A gestão da EBSERH fere a autonomia universitária, representa precarização dos serviços oferecidos e coloca em risco a pesquisa desenvolvida nos hospitais ao focar na obtenção de lucro, como descrito em seu estatuto”, explica.

Também participaram da mesa de abertura o coordenador geral da Assufba, Renato Jorge, o diretor geral do Hupes, Hugo Ribeiro, a diretora da Maternidade Climério de Oliveira, Monica Néri, o membro do Conselho Nacional de Saúde, Francisco batista Júnior, dentre outros representantes do setor.

Compartilhe!

Deixe uma resposta