DESTAQUES

SindsaudeBa marca presença no Ato Contra à PEC159

Na manhã desta terça-feira, 28 de janeiro de 2020, na Assembléia Legislativa da Bahia (ALBA), no Centro Administrativo da Bahia (CAB), o Fórum de Servidores Públicos da Bahia realizaram novo ato contra a reforma da Previdência de Rui Costa, com presença de centenas de servidores estaduais da Bahia. O ato é para barra a reforma da Previdência propsota pelo governador Rui Costa do PT. O ato foi em frente à ALBO, onde estava prevista a votação da Proposta de Emenda à Constitucição – PEC 159, na Comissão de Constituição e Justiça da casa (CCJ).

Para a presidente do SindsaudeBa, Ivanilda Brito o momento é de unidade e luta. “Desde dezembro de 2019 estamos na luta e precisamos que todos os servidores públicos da Bahia saiam do whatsapp e outras redes e venha conosco para cá. A luta lá (na internet) terá seu momento também, mais aqui e agora é a mobilização”, convocou todos os servidores públicos a estarem nas suas entidades se mobilizando.

A vereadora e diretora de comunicação do SindsaudeBa, Aladilce Souza, mostrou-se preocupada e alertou para um problema maior. “Essa PEC 159 que coloca a mulher ainda mais vulnerável vem com as mesmas características que o governo federal aplicou aos servidores e estão sofrendo, agora um governador dos trabalhadores aplicando a mesma reforma aqui, aplica à mesma maldade, isso é pior ainda quando o golpe é dentro da nossa casa, – para piorar ele ainda aplica uma emenda que eximi os municípios de debater a reforma, isso é absurdo!” , comentou Aladilce

Exigindo o diálogo, os servidores públicos querem maior aproximação do governo que se diz do trabalhador a classe.  Com jogo desleal, o governo usa a imprensa para comover a opinião e desmoralizar os servidores públicos e os sindicatos.

Para a vice presidente do Sindsaúdeba, Tereza Deiró, é muito grave essa PEC 159. “Os servidores precisam acordar e se aproximar do movimento com uma única certeza: defender seus direitos. Tem que sair do whatsapp e facebook, nosso momento agora é gritar aqui – não à PEC 159!”, disse Tereza.

No meio da manhã, por voltar das 11horas, uma liminar foi expedida pelo então Dep Prisco,  junto ao TJ, suspendendo a PEC159, sendo que desta vez há um pedido “que parlamentares tenham acesso ao estudo atuarial.  Algo que o governador, não quer!

Desde que a primeira PEC foi apresentada em dezembro na ALBA, as diversas categorias Fo funcionalista estadual, entre as quais a saúde estão se mobilizando pela Bahia.

 

PEC 159/2020
A PEC 159/2020 é a segunda versão de reforma da Previdência encaminhada pelo governo à Alba. A primeira foi retirada de tramitação após forte resistência dos servidores, que denunciaram amplamente a tramitação apressada e sem diálogo da proposta. No entanto, essa segunda PEC também tramita “a toque de caixa”.
O novo texto foi enviado à Assembleia no dia 15 de janeiro e passou a tramitar com prioridade. O prazo para emendas se encerrou na quarta (22). A previsão de votação da proposta na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) é de 28 de janeiro a 2 de fevereiro.

Compartilhe!

Os comentários estão encerrados.