DESTAQUES

Um luta diária, que só agora garantimos publicação da relação de promoção”, pontua SindsaúdeBa

 

Foto: Fernando Vivas/Secom-BA

UFA! Um momento para respirar e ganhar força para continuar na luta por  salários dignos, URV, contra os assédios e desrespeito aos servidores públicos da saúde da Bahia. Nesta semana (03/12), saiu no Diário Oficial (foto abaixo), a Relação da Promoção do grupo de saúde do Estado da Bahia. De acordo com a presidente Ivanilda Brito, no dia 02 de agosto, aconteceu a cobrança direta na mesa com o governador do Estado da Bahia, somente  agora em dezembro/19, saiu a tão esperada  promoção.

“Em agosto, na mesa de negociação, após milhares de tentativas de reunião com o Governador, questionei sobre a promoção e progressão para  os nossos companheiros servidores do grupo ocupacional de saúde ”, deu vista de positivo, “mais somente no dia 07 de  setembro   que foi publicado a progressão e no dia 03 de  dezembro  foi a vez da promoção”, explicou Ivanilda, que relatou inúmeros ofícios e pedido diário para que liberassem o mais rápido.

 

Sendo um pleito da entidade por melhorias reais para a categoria, mesmo não sendo fácil nesta crise política e econômica mundial. “O Estado tem por obrigação cuidar de todos os servidores públicos, além da sociedade, temos impactos na economia diretamente, então cuidar dos servidores é necessário!. Estamos pedindo socorro, essa paliativa da promoção tem que ampliar para melhorias nas nossas estruturas, onde darão qualidade no serviço diretamente e impacto nas transformações sociais, educativas, econômicas e na própria segurança pública, uma cadeira conectada umas com as outras”, pontuou Ivanilda presidente do Sindsaúde e servidora aposentada, que afirmou “estamos aqui prontos para dialogar e somar no que for possível para melhorar a vida dos servidores públicos da saúde, não queremos nada além dos nossos direitos”.

Dijalma alerta para outras necessidades.”Temos tentado conversar todos os dias e eles precisam reconhecer as necessidades dos trabalhadores públicos principalmente o pleito salarial. Essa promoção é pouco para o tanto que se contribuí para manutenção da vida das pessoas, saúde e investimento não podemos esbarrar no campo do diálogo de resolver além das questões salariais, os casos de assédios, falta de pessoal e combater a terceirização desordenada que impacta diretamente na fragilidade da nossa previdencia. Concurso Público Já! São 30 anos de luta, e quero traçar um sentimento, um reflexo da falta de política salarial somada ao mais grave desrespeito com aqueles que sustentam a presença do Estado em meio ao povo, neste sentido reforço o pedido de reparação do acordo do Grupo Técnico Administrativo ao tempo que levem em consideração que cumprir pontualmente promoção ou progressão do Grupo Técnico Saúde e os deixar alijados daquilo que e primordial nas relações de trabalho, prestar bons serviços e ser remunerado com a implantação de uma política salarial digna. pontuou Dijalma Rossi diretor Financeiro do SindsaúdeBa.

O SindsaúdeBa  alerta para quem não se sentiu contemplado (deve procurar o sindicato) e quem foi promovido  e não é associado precisa procurar a entidade para garantir que levem essa promoção para sua aposentadoria,  neste caso se estiverem em processo de aposentadoria.

Compartilhe!

Os comentários estão encerrados.