DESTAQUES

Ubaitaba recebe Sindsaúde Itinerante

Na quarta-feira, 11 de setembro, o projeto Sindsaude Itinerante chega à cidade de Ubaitaba, 375 km, da capital. A ação está sendo realizada em diversas cidades do interior da Bahia, onde há servidores em saúde do estado da Bahia e municipais representados pelo sindicato. O objetivo é reaproximar o sindicato às bases do interior e, principalmente, esclarecer todas as dúvidas dos servidores.  O projeto sindsaúde itinerante está na sua quarta etapa e continuará, onde em breve divulgará novas agendas em breve.

O projeto sindsaúde itinerante surgiu para melhorar a comunicação do sindicato com os servidores. “o objetivo é atender todos os servidores estaduais da nossa base, entender e trabalhar com cada realidade. Muitas vezes o servidor não pode se deslocar até a sede do sindicato e, por isso, fornecemos esse trabalho externo”, ressalta a presidente do sindsaúde, Ivanilda Brito.

Sindsaúde Itinerante (sindicato e bezerra advogados) é uma parceria que deu certo. “essa iniciativa vem provar que dialogo e a parceria são fundamentais para atender o maior número possível de servidores”, observou a presidente Ivanilda que abriu o dialogo pontuando sobre as dificuldades que estão os servidores enfrentando, com a gestão municipal, falta de cumprimento dos acordos a exemplo do pagamento do biênio que ainda não foi concluída e não há espaço para dialogar,  tem pccv que precisa ser elaborado em conjunto com a gestão através de uma comissão formada e com publicação através de decreto, salários defasados. Esperamos que os gestores nos atendam e buscaremos formar uma mesa para discutir as pendencias dos trabalhadores da secretaria de saúde do município de Ubaitaba.

Para Vilma da Silva, que trabalha no c. S ubaitaba, essa iniciativa vem nos dar mais forças para lutar pelos nossos direitos, “não estávamos entendendo algumas questões legais e do regimento técnico administrativo, essa conversa é uma luz para que possamos mostrar que estamos organizados e buscamos nossos direitos”, pontuou.

Elisangela santos, pontuou como descaso, o que a prefeitura municipal está fazendo. “estamos precisando apresentar a eles um plano de carreira, agora podemos pois o sindicato veio e nos mostrou como vamos fazer e vai nos ajudar”, comemorou.

“Nós temos que entender que a classe trabalhadora não tem como se defender sozinhos, que essa luta com o sindicato reflete nossa organização”, comentou Sergio Romildo (servidor), “até nos chamam de chatos por querermos nossos direitos”.

As dúvidas continuam a permeiam entre setor jurídico e rh, como: aposentadoria, férias as gratificações que recebem sem uma regulamentação, sem reajustes e cálculos de férias e abono férias.

“O sindsaúde não vai parar por aqui. Já estamos listando outras cidades para agendar o sindsaúde itinerante. E o mais importante é que usaremos todas as ferramentas de comunicação para esclarecer a nossa base, cobrar das autoridades e acompanhar os processos. O sindicato é um braço de defesa de cada servidor, e nós vamos lutar por cada um que sabe da nossa importância, não é fácil! Vamos, juntos, mudar nossa realidade para melhor”, pontuou a presidenta Ivanilda.

As primeiras cidades visitadas pelo projeto foram Serrinha em 18/07, Itaberaba, Jequié, Mucugê e Ubaitaba, no último dia 11/09. As próximas cidades estão sendo agendadas, como: Itamaraju, Teixeira de Freitas, Irecê, Vitória da Conquista, Paulo Afonso, Ilhéus,  Eunápolis e outras, com datas a serem divulgadas.

Compartilhe!

Os comentários estão encerrados.