DESTAQUES

Em reunião participativa Sindsaúde esclarece dúvidas de servidores de Feira de Santana

Com grande expectativa e adesão de servidores, a diretoria do Sindsaúde realizou reunião com os trabalhadores dos Hospitais Lopes Rodrigues e Clériston Andrade e do Núcleo Regional de Saúde, em Feira de Santana, nesta quinta-feira (8/8).

A entidade estava representada pelo diretor Djalma Rossi, Ubiratã Silva e Reginaldo Oliveira, e pela assessora do Serviço de Atendimento ao Servidor da entidade Jucélia Fernandes, que esclareceram dúvidas e ouviu as reivindicações dos servidores. A reunião contou com apoio da servidora Eunice Ferreira, que tem contribuído intensamente na organização dos trabalhadores no município.

A reunião contou com grande participação de servidores ativos e aposentados do grupo técnico-administrativo que desejavam conhecer detalhes sobre o projeto que garantiu a recente conquista de reposição salarial da categoria, através de uma negociação do governo com as entidades do funcionalismo público. Os diretores apresentaram e as tabelas salariais que trazem as melhorias financeiras que os trabalhadores com carga horária de 40h e 30h terão com o reajuste.

Servidores do grupo saúde também alegaram que muitos se encontram com o vencimento abaixo do mínimo e cobraram a promoção e progressão represada. O diretor Dijalma Rossi afirmou que o Sindsaúde permanece na luta incansável pela valorização profissional de todos os servidores dos grupos saúde e administrativo.

Os trabalhadores voltaram a denunciar o déficit de profissionais nas unidades e cobraram a ampliação de carga horária para atender a demanda de atendimento.  Eles se queixaram de erros no RH Bahia a exemplo das consistências no registro da carga horária nos contracheques; discutiram a situação do Planserv em Feira de Santana, onde o acesso aos serviços está restrito e por vezes negado; e pediram informações sobre o processo da URV.

Também foi avaliada pelos participantes a falta de implantação do SIAST- Serviço Integral de Atenção Saúde do Trabalhador e da CLST- Comissão Local de Saúde do trabalhador no Hospital Lopes Rodrigues. Os servidores ficaram motivados e afirmaram que vão discutir e enviar à Sesab indicações de nomes de servidores para compor a comissão.

Outro dado importante é que há sinalizações de um projeto de reforma do Hospital Lopes Rodrigues em curso e a diretoria avançou pouco na solução das demandas administrativas discutidas no dia 10 de abril. O Sindsaúde reagendará nova reunião com os trabalhadores para discussão dos pontos que foram aprovados. Entre eles a agenda interna de luta por melhorias nas condições de trabalho e ampliação da carga horária dos trabalhadores. Também será cobrado à Sesab a implantação da SIAST e CLST.

Compartilhe!

Os comentários estão encerrados.