DESTAQUES

Nota de solidariedade ao Sindsefaz

O Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Estado da Bahia – Sindsaúde-Ba, vem manifestar-se em solidariedade aos companheiros dirigentes do Sindsefaz, os quais o Governo do Estado da Bahia, numa atitude equivocada e autoritária àquele sindicato, solicita o retorno dos dirigentes sindicais Cláudio Meirelles e Ubirajara Lima, aos seus postos de trabalho na Secretaria da Fazenda, atualmente liberados para mandato sindical. Tal comunicado, chega justamente no mesmo dia (02/04/2019), em que Servidores Públicos deste Estado, realizavam paralisação com manifestação no centro da cidade Salvador, ficando clara a atitude de retaliação por parte do Governo Estadual.

O Sindsaúde- Ba manifesta sua indignação com a atitude do Governo do Estado em particular do Secretário Manoel Vitório, entendendo não ser mera coincidência que esse comunicado da SEFAZ, ocorra após a greve de 24 horas e a divulgação dos outdoors contra o arrocho salarial, o sucateamento do Planserv, o encarecimento do direito à aposentadoria, com aumento da alíquota previdenciária de 12% para 14%. Questões estas que atingem todos os servidores públicos do Estado da Bahia.

Ressalta-se aqui, o caráter legitimo e legal de que os companheiros sindicalistas são dirigentes eleitos pela categoria para representar na diretoria da entidade os mais de 1000 auditores fiscais que são filiados ao Sindsefaz. São sindicalistas, que desempenham no Sindicato o papel de defender os interesses de todos os fazendários, que amargam cinco anos de congelamento salarial e perdas que ultrapassam 25% dos vencimentos. Fatos estes, conhecidos pelo Governador Rui Costa, que tanto tem atingido os servidores Públicos do Estado.

O Sindsaúde-Ba apela ao Governador Rui Costa e ao Seretário – SEFAZ Manoel Vitório, que revejam e revoguem tal medida, que fere princípios democráticos, não condizente com um governo que tem sua origem no movimento sindical.

Compartilhe!

Os comentários estão encerrados.