DESTAQUES

HGRS: Gestão democrática se faz com diálogo!

A postura do governador Rui Costa e do secretário de Saúde Fábio Vilas-Boas de não dialogar com os trabalhadores e entidades sindicais começou a “contaminar” também a diretoria do Hospital Roberto Santos, que sempre mantinha uma relação aberta com a categoria. O Sindsaúde vem tentando há mais de uma semana agendar uma reunião com a gestão da unidade para discutir a situação da reforma do centro cirúrgico, sem sucesso.

A entidade encaminhou ofício à diretoria do Hospital Roberto Santos solicitando que a reunião tivesse as presenças do Serviço de atenção à saúde dos trabalhadores (Siast) e da diretoria de enfermagem, para discutir as queixas dos trabalhadores a respeito das obras do centro cirúrgico que vem causando diversos problemas aos profissionais e aos pacientes devido ao barulho e à poeira.

A reunião também tratará de outras questões referentes à licença prêmio, problemas no RH Bahia e condições específicas de outros setores do hospital. O Sindsaúde ressalta que os servidores vêm sofrendo com há anos com dificuldade para aposentadoria e sem reajuste salarial, acumulando perdas financeiras e sobrecarga de trabalho. Portanto, a postura da direção do Hospitaal Roberto Santos, de não dialogar com os trabalhadores e com o sindicato, demonstra  mais uma postura desrespeitosa por parte do governo do estado.

Compartilhe!

Os comentários estão encerrados.