DESTAQUES

Entidades organizadas no cortejo do Bonfim contra ataques do governo

A presidente do Sindsaúde, Ivanilda Brito e a diretora Laurinda Machado, participaram de reunião, nesta terça-feira (8/1), com dirigentes das entidades representativas do funcionalismo público para definir e organizar a participação no cortejo do Bonfim, no próximo dia 17 de janeiro (quinta-feira).

A reunião foi realizada na sede do SINPOJUD e contou com as participações do coordenador geral da APLB – Sindicato Rui Oliveira, do presidente do Sinpojud Zenildo Oliveira e da diretora Maria José, dos diretores do Sindsefaz Cláudio Meirelles, David, Jorge Claudemiro e Ubirajara e os dirigentes do Sintest Daiana e Firmino.

Com Bandeiras, faixas, pirulitos e camisas personalizadas, as entidades levarão o protesto do funcionalismo contra o congelamento salarial e as últimas medidas tomadas pelo governo Rui Costa  e aprovadas pelos deputados, que penalizam os trabalhadores com aumento da contribuição do Funprev e torna o Planserv frágil com redução do aporte de 4% para 2%, colocando dificuldades no atendimento aos beneficiários.

Durante a reunião foi definido também que o ponto de concentração dos servidores será a Praça da Inglaterra, em vez da Conceição da Praia ou Mercado Modelo, como ocorreu em anos anteriores. A avaliação é que o protesto logo na saída da caminhada fica diluído no movimento geral e tem menos visibilidade.

Sendo assim, o Sindsaúde convida todos os servidores da saúde para participarem do cortejo que também vai reivindicar as pautas específicas da categoria, como o cumprimento da decisão judicial pelo retorno do adicional de insalubridade, pagamento da URV, liberação dos processos, publicação da progressão de 2016 e reajuste salarial e salário mínimo de ($788,00)  atualizado para $998,00. Não vamos nos calar! Estamos buscando abertura do diálogo com o governo e continuaremos lutando em defesa dos servidores, principalmente aqueles que estão com salário abaixo do mínimo!

Compartilhe!

Os comentários estão encerrados.