DESTAQUES

Servidores intensificam mobilização e deliberam paralisação 10 e 11 de dezembro com manifestação na ALBA, 13h

Fotos: João Ubaldo

Servidores do Sindsaúde e de diversas categorias realizaram mais uma mobilização na Assembleia Legislativa, nesta quinta-feira (06/12) contra o projeto de lei do Executivo que prevê, dentre outras medidas, o aumento da alíquota previdenciária dos servidores, reduz o custeio do Planserv e muda o Teto Salarial do Estado.

O projeto foi retirado de pauta, pois a oposição pediu vista do documento, suspendendo a sessão.   O projeto deve ser colocado em votação na próxima terça-feira (11). Por isso, os servidores vão intensificar a pressão e deliberaram em assembleia, a realização de uma paralisação geral do funcionalismo público na próxima segunda (10) e terça (11), com grande mobilização na Assembleia Legislativa, às 13h.

A pressão tem sido continua com os outros sindicatos, em especial o Sindsaúde, Sindsefaz, Sinpojud, e a APLB, que assinaram nota conjunta se posicionando contrários à medida. Os dirigentes sindicais permaneceram na ALBA durante toda a tarde desta quinta-feira conversando com os parlamentares na tentativa de sensibilizar o governador a retirar os projetos de pauta e abrir o debate de alternativas com os servidores. Eles sugeriram também a adição de uma emenda de supressão para o projeto.

A presidente do Sindsaúde-Ba, Ivanilda Brito, destaca a importância da união e participação dos trabalhadores no movimento dos dias 10 e 11 de dezembro. “Estamos vivendo um momento delicado e difícil. Os servidores já vêm sendo penalizados nos últimos anos e não podemos aceitar mais esta perda de direitos. Precisamos mostrar nossa força e pressionar até o fim.  Por isso, precisamos da presença de todos na Assembleia Legislativa para tentar barrar este projeto”, afirma Ivanilda.

 

Compartilhe!

Os comentários estão encerrados.