DESTAQUES

Unidade de Emergência de Pirajá restringe atendimento por falta de segurança

Trabalhadores da Unidade de Emergência de Pirajá denunciam as recorrentes ocorrências causadas pela falta de segurança que vem ameaçando a integridade física e moral dos profissionais do local. Para garantir a segurança dos trabalhadores e usuários, a equipe da UEP, decidiram por manter o atendimento restrito apenas para os casos de emergência, onde há risco de vida do paciente.

Os trabalhadores denunciaram a situação ao Sindsaúde-Ba, esclarecendo que a medida restritiva foi a alternativa tomada após inúmeras tentativas de busca de solução do problema, através de envio de ofícios aos órgãos competentes SESAB, cobrando medidas de segurança para viabilizar o atendimento com proteção de vida à toda equipe.

O Sindsaúde-Ba estará enviado oficio as diretorias de competência da Sesab, e a Companhia de Polícia Militar responsável pela segurança das unidades da SESAB, para agendar uma reunião, juntamente com a equipe de servidores da unidade, na tentativa de encontra solução para resolver a situação que vem prejudica todos os profissionais de saúde e, também, o atendimento à população.

Compartilhe!

Os comentários estão encerrados.