DESTAQUES

Nota de apoio aos técnico-administrativos das universidades estaduais da Bahia

O Sindsaúde-Ba, através da sua diretoria, vem a público prestar apoio ao movimento dos técnico-administrativos das universidades estaduais da Bahia, que tiveram o ponto cortado pelo governo do estado, após paralisação da categoria, realizada no dia 16/8, cumprindo deliberação da assembleia geral dos servidores.

O Sindsaúde-Ba ressalta que vivemos num estado democrático de direito, onde o trabalhador brasileiro adquiriu o direito de se manifestar, através da promulgação da Constituição Federal em 1988. Portanto, nos dias de hoje, não cabe mais tanta injustiça!

Estamos há três anos sem reposição salarial e ainda temos que amargar a incompreensão dos gestores que não conseguem absolver a mensagem do servidor. Os reitores acataram a determinação do governo e encaminham a frequência negativa para que o dia seja descontado.

Nós, dos movimentos sociais, estamos abertos ao dialogo, mas o governador não quis receber as entidades para fazer discussão dos nossos pleitos nos últimos anos. No entanto, promove uma ação que vai de encontro ao direito da autonomia das entidades sindicais e da deliberação dos servidores nas assembleias dos trabalhadores.

Governador Rui Costa, esta ação não contribui com o fortalecimento e respeito aos servidores. Por ser um “governo democrático”, esperávamos outra postura e não a retaliação.

Compartilhe!

Os comentários estão encerrados.